Noticias

Vereadores querem facilidade na consulta a horários de linhas de ônibus em Curitiba - Bruno Pessuti

Vereadores querem facilidade na consulta a horários de linhas de ônibus em Curitiba

28 de Agosto de 2013
Representantes da nova geração, os vereadores Bruno Pessuti (PSC) e Jonny Stica (PT) vem inserindo a tecnologia em suas propostas. No projeto de lei número 005.00355.2013, protocolado nesta semana, eles trazem mais uma inovação: pedem a veiculação do horário das linhas de transporte coletivo por meio de mensagens de texto para celular ou aplicativos para smartphones.
O objetivo é facilitar a vida do usuário do transporte coletivo na cidade, atraindo mais passageiros ao sistema – o que contribui para a redução do valor da tarifa pratica atualmente. Para implantação da lei, os recursos serão provenientes do Fundo de Urbanização de Curitiba (FUC), administrado pela Urbs.
De acordo com o projeto protocolado pelos vereadores, saber o horário estimado que o ônibus passará é uma informação vital para o cidadão decidir qual modal de transporte utilizar, pois permite melhor planejamento para não ficar aguardando o ônibus.
“Hoje o transporte coletivo compete com o transporte individual, principalmente pela facilidade de se adquirir um veículo como moto ou carro. Chegamos ao ponto de termos em Curitiba mais veículos que eleitores”, destacou Bruno Pessuti.
Segundo Jonny Stica, a veiculação das informações já é feita para algumas linhas e o objetivo é estender a divulgação destas informações a todo o sistema. 

NA PALMA DA MÃO
No meio eletrônico, a informação poderá ser publicada em um site, transmitida em mensagens de texto para celulares ou divulgada em aplicativos para smartphones. A ideia é que pelo sistema de SMS (Short Message Service), o usuário irá enviar uma mensagem com número do ponto e o número da linha e receberá uma resposta do tempo estimado de chegada do ônibus. Da mesma forma, inserindo o endereço ou o número do ponto no site ou no smartphone e o sistema mostrará os próximos horários.
Para os vereadores, a universalização dos aparelhos GPS nos veículos do transporte coletivo proporciona a identificação, em tempo real, da localização de cada ônibus. “Portanto, a URBS deve ter mapeada, em seu banco de dados, a posição de cada ponto de parada, estação e terminal, pois no Centro de Controle Operacional é possível calcular o tempo que um determinado ônibus demora para chegar a uma determinada estação”, ressaltou Bruno Pessuti.  Ele ainda acrescentou que através das consultas dos usuários pode ser solicitadas informações do cartão transporte e, assim, tornar possível a realização de uma pesquisa de origem e destino visando melhorar o sistema.
O projeto de lei ainda possibilita a divulgação da informação de forma impressa, quando deverá apresentar a data de última atualização. Jonny Stica disse que a URBS já disponibiliza, na maioria dos pontos de parada com abrigo, um cartaz com um mapa das linhas que passam na região. “Como a quantidade de linhas que passam em cada ponto é limitada, é aceitável que esse mesmo mapa contenha informações dos horários aproximados impressas de cada linha”, argumentou o vereador petista.