Noticias

Secretário de Meio Ambiente apresenta plano de gestão de resíduos a vereadores - Bruno Pessuti

Secretário de Meio Ambiente apresenta plano de gestão de resíduos a vereadores

02 de Abril de 2014
O secretário municipal de Meio Ambiente, Renato Lima, apresentou à Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara de Curitiba as estratégias do plano municipal de gerenciamento de resíduos sólidos que estão sendo desenvolvidas desde o início de 2013. O encontro aconteceu nesta terça-feira (1º) na sede da secretaria, no bairro Mercês.

Segundo Lima, a principal meta da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) é reduzir a produção de lixo com sustentabilidade, através de ações educativas, de apoio e de serviços. Hoje, por exemplo, os bairros Sítio Cercado e Portão estão entre os que mais produzem resíduos, sendo o Centro a região que mais produz lixo na cidade por pessoa. Por ano, Curitiba gasta R$ 120 milhões com gerenciamento de resíduos sólidos.

Desde o início de 2013, a Prefeitura de Curitiba já alcançou algumas metas de curto prazo, como a renovação, até 2016, do credenciamento de aterros sanitários e a revogação do processo licitatório para implantação do Sistema Integrado de Aproveitamento de Resíduos Sólidos (Sipar), em outubro de 2013 – decisão unânime dentro do Consórcio Intermunicipal para Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos (Conresol).

“Estamos trabalhando para lançar um novo edital em maio de 2016”, explicou o secretário. “O cancelamento da licitação foi embasado em dados técnicos. A anulação mostra que a prefeitura visa um planejamento a longo prazo. A secretaria terá dois anos para preparar essa licitação, com tranquilidade e sem a pressão externa do capital financeiro e político, muito comum nessa área”, salientou o presidente do colegiado, Bruno Pessuti (PSC).

Ainda de acordo Renato Lima, a SMMA estuda uma licitação ou credenciamento para transbordo e separação de resíduos; quer instalar estações de sustentabilidade em diversos pontos de Curitiba; e implantar sistemas de compostagem e geração de biogás – em parceria com a Itaipu. Uma campanha institucional focada no desperdício de alimento, reciclagem e reutilização será lançada pela pasta, nas próximas semanas.

“A Câmara vai trazer a ideia da sustentabilidade para a revisão do Plano Diretor de Curitiba. O plano é base para os próximos 10, 20 anos da cidade. Se essas ideias buscam estabelecer a sustentabilidade do meio ambiente a partir da redução da geração de lixo, do aumento da reciclagem, vamos colocar isso como diretriz de Curitiba”, disse Pessuti.

A reunião contou, ainda, com a presença de Helio Wirbiski (PPS) e Aladim Luciano (PV), integrantes da comissão; do superintendente de Controle Ambiental da SMMA, Raphael Rolim de Moura; e a diretora de Limpeza Pública da pasta, Gisele dos Anjos Ribas.

Fonte: Câmara Municipal de Curitiba