Noticias

Projeto de reciclagem de bitucas é instalado na Câmara de Curitiba - Bruno Pessuti

Projeto de reciclagem de bitucas é instalado na Câmara de Curitiba

16 de Julho de 2013
Um coletor para bitucas de cigarro foi instalado na Câmara de Curitiba a pedido do vereador Bruno Pessuti (PSC), presidente da Comissão de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Casa. A ideia é sensibilizar os fumantes para que contribuam com a despoluição de ruas, solos e rios.
“Uma das coisas que me chamou a atenção neste projeto foi a possibilidade de transformar em benefício para a natureza algo que é prejudicial. Depois de reciclada, a bituca que contaminaria rios e solos é utilizada na composição de uma pasta usada na contenção de encostas em estradas e áreas degradadas”, destacou o vereador.
O cigarro contém mais de 4.700 elementos químicos, dos quais 60 são metais pesados cancerígenos. De acordo com a Associação Fukuoka do Sul do Paraná, ONG que criou o projeto, duas bitucas equivalem a um litro de esgoto em termos de contaminação dos rios.
RECICLAGEM – Depois de coletadas, as bitucas são encaminhadas para reciclagem e utilizadas em uma pasta feita com semente de grama, adubo, fertilizante e alguns resíduos, que é aplicada por um jato de alta pressão nas encostas.
“Nessa pasta, o filtro do cigarro tem um papel fundamental. Ele é macerado e fica como um algodão: protege a semente de grama e preserva a umidade do solo”, explicou Edson Sadao Imoto, um dos diretores da Associação Fukuoka do Sul do Paraná.
Segundo ele, além da Câmara de Curitiba, o papa-bituca já foi instalado em shoppings centers e no Tribunal de Contas.

Foto: Adriano Rabiço