Noticias

Depois de revitalização de Bosque dos 300 Anos, Bruno Pessuti pede mais melhorias para o local - Bruno Pessuti

Depois de revitalização de Bosque dos 300 Anos, Bruno Pessuti pede mais melhorias para o local

07 de Agosto de 2013
Há menos de dois meses, o vereador Bruno Pessuti (PSC) solicitou à Prefeitura a revitalização do Bosque dos 300 Anos de Curitiba, no bairro Sítio Cercado. O pedido foi atendido e nesta semana a equipe do gabinete do vereador foi conferir o resultado. Bruno Pessuti é presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara de Curitiba.
“Como é possível ver nas fotos, além de um parque com a natureza bem cuidada, encontramos famílias brincando no local. Isso é muito satisfatório. Mas ainda temos outras melhorias para serem feitas”, comentou o vereador.
Criado há 20 anos, o bosque de 1,5 mil metros quadrados precisava de reparos para garantir a preservação dos recursos naturais nele existentes – como intervenções contra a erosão no córrego que nasce próximo à Vila Tecnológica e atravessa o bosque, a limpeza da manilha que escoa a água do córrego e a poda da vegetação. As ruas do entorno do bosque também passaram por limpeza.

OUTRAS MELHORIAS
Ao visitar o bosque, a equipe do vereador percebeu outras necessidades. A implantação de um poste de iluminação na rua Gabriel Ribeiro, ao lado da capela mortuária, foi uma delas. Segundo os moradores, o poste que havia no local foi roubado. “A falta de iluminação gera insegurança nas pessoas que passam pela região ou a frequentam à noite”, observou Bruno Pessuti.
O vereador ainda solicitou a implantação de uma Academia ao Ar Livre, estrutura ofertada pela Prefeitura com equipamentos que usam apenas a força do corpo para exercícios de musculação e alongamento e são indicados para maiores de 12 anos e principalmente para pessoas da terceira idade, que perdem naturalmente um pouco da força muscular com o passar dos anos.
Para o vereador, o Bosque dos 300 Anos de Curitiba é um local apropriado para a instalação desta estrutura, “pois é um ambiente muito frequentado pelos moradores do Sítio Cercado, bairro com uma população idosa crescente e carente de opções de lazer e que auxiliem no bem estar físico e mental”.