Noticias

Bruno Pessuti volta a defender a retirada de IR de empresas da tarifa técnica do transporte coletivo - Bruno Pessuti

Bruno Pessuti volta a defender a retirada de IR de empresas da tarifa técnica do transporte coletivo

11 de Março de 2014
O vereador Bruno Pessuti (PSC) voltou a defender, na sessão desta terça-feira (11), a retirada do Imposto de Renda das empresas que operam o transporte coletivo de Curitiba da composição da tarifa técnica. Segindo ele, o imposto de renda representa 11 centavos de cada passagem paga pelos usuários.

Pessuti foi o autor do relatório da CPI do Transporte Coletivo da Câmara Municipal que apontou indícios de irregularidades no processo licitatório e no cálculo do valor pago, por passageiro, para as empresas de ônibus. “Com base nas informações que apuramos, assim como fiz no momento da entrega do relatório a estas entidades, volto a pedir que o Ministério Público do Paraná e o Tribunal de Justiça do Estado derrubem o provisionamento do Imposto das empresas, pois trata-se de uma cobrança absurda”, afirmou.

Ainda de acordo com o vereador, em uma entrevista coletiva concedida à imprensa no último dia 06 de fevereiro, representantes das concessionárias do transporte público reconheceram que o provisionamento do Imposto de Renda na tarifa de ônibus é irregular.